Rio 2016: O maior esquema de segurança de todos os tempos já começou

 

segurança olimpiadas rio 2016 (quote)Jogos Olímpicos Rio 2016: Começou neste domingo (24), às 6 horas da manhã, o esquema de segurança montado para dar garantia de tranquilidade na sua realização.

Cerca de 22 mil militares das Forças Armadas nas ruas e cooperação internacional de inteligência, pretendem garantir a paz durante os Jogos Olímpicos Rio 2016.

Segundo o ministro da Defesa Raul Jungmann, o que foi preparado para o Rio de Janeiro só não supera o que fez a China, durante a Olimpíada de 2008.

Forças armadas nas ruas

Com poder de polícia, 22 mil militares das Forças Armadas permanecerão nas ruas da cidade por 64 dias, somando-se às polícias militar e civil. A atuação não se limita à defesa, serão também agentes de segurança.

Com exceção do uso de armas letais, os militares poderão utilizar “sprays” de pimenta, armamento com balas de borracha, bombas de gás lacrimogêneo e afins.

Terrorismo é a grande preocupação

Devido à apreensão mundial em relação ao terrorismo, a segurança pública deixou de ser o único problema a ser combatido no Rio.

O ministro Jungmann declarou que está sendo feito o melhor possível, porém, a possibilidade de um atentado terrorista em locais de grande aglomeração de pessoas não pode ser totalmente descartada.

O general do Exército Fernando Azevedo e Silva, que é o coordenador geral de defesa da área, demonstrou preocupação: “Juntou um macroevento, que nós não tivemos ainda, com essas preocupações que há no Brasil e no mundo[…]”, reiterando que o planejamento da segurança esta de acordo com os novos fatos .

Jungmann revelou que existe atualmente uma cooperação internacional de inteligência, que inclui 100 países. Os principais, seriam França, Estados Unidos, Israel, Inglaterra, Rússia e Turquia, com os quais o compartilhamento de informações é constante.

Operação Hashtag: FBI deu o alerta

O procurador da República Rafael Brum Miron, responsável pela Operação Hashtag, que prendeu suspeitos de integrar célula terrorista ligada ao Estado Islâmico, afirmou que o aviso foi dado pelo Federal Bureau of Investigation dos Estados Unidos (FBI).

Graças a este alerta, 10 suspeitos foram presos e levados para o presídio de segurança máxima de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Outro procurado, se entregou à polícia em uma cidade da fronteira com a Bolívia, mas ainda resta um foragido.

A partir do comunicado do FBI, agentes brasileiros conseguiram se infiltrar no grupo e obtiveram as provas necessárias para executar as prisões.

Treinamento do Estado Islâmico no Brasil

O grupo trocou mensagens sobre a oportunidade de aproveitar a Olimpíada para realizar ataque terrorista. Um dos participantes recrutava interessados em apoiar o Estado Islâmico e oferecia treinamento no Brasil

Você pode gostar também