Rio 2016: Notícias põem em risco a segurança da competição

Olimpíadas Rio 2016: Problemas que podem comprometer o bom andamento da competição, rondam as instalações, houve protestos no local.

Notícias colocam em risco a segurança do evento das Olimpíadas rio 2016.

Homens da Força Nacional de Segurança estão ameaçando abandonar o patrulhamento, por causa das más condições de trabalho e hospedagem.

Deficiências na infra-estrutura

Segundo os integrantes da força, até um comércio informal já surgiu perto das instalações, um condomínio do Minha Casa Minha Vida que aloja os 2500 homens da Força Nacional.

Um vendedor, que se instalou no local, relatou que já negociou muitas coisas com a tropa, como fogão, televisão e até geladeira.

Ele disse: “É que os prédios são novos, porém falta tudo. Até água, luz e colchões segundo os soldados”.

Há menos de 23 dias no início dos jogos

Nesta quarta-feira (13) eles fizeram um protesto para chamar a atenção de autoridades sobre o problema, que ameaça a segurança os jogos.

Entre as reclamações, o contingente se queixou da escala de trabalho e do atraso do pagamento das diárias.

Segundo alguns relatos, há falta de água e energia elétrica nas instalações, e alguns integrantes chegaram ao absurdo de passar fome e não terem alimentação adequada.

Cerca de 50% do contingente da Força Nacional, composta por homens de 26 estados, já cogita abandonar o trabalho.

Delegado se pronunciou

[quote align=”left”]Andrei Augusto Rodrigues[/quote]Andrei Augusto Rodrigues, secretário de Segurança para Grandes Eventos do Rio de Janeiro, declarou  que as diárias sofreram atraso por “burocracia” e  que o pagamento será feito “nas próximas horas”.

“Todos os recursos já foram disponibilizados, estão em trâmite no sistema bancário”

Em relação aos problemas nas instalações, disse: “O local […] é um condomínio residencial recém construído, e como toda instalação nova, requer obviamente nos primeiros dias de uso, alguns ajustes”, afirmou o delegado.

A força Nacional na Rio 2016

A Força Nacional é parte responsável pela segurança interna das instalações e abertura dos Jogos Olímpicos.

A previsão inicial do contingente que seria deslocada para o apóia à segurança do evento era de 9,6 mil integrantes, porém foi reduzida para seis mil.

Ameaça do Estado Islâmico

Outro problema, trazido novamente à tona esta semana, para a segurança da Olimpíada, é a ameaça de terrorismo.

A imprensa francesa divulgou em um jornal nessa quarta-feira (13), que um terrorista brasileiro ligado ao Estado Islâmico estaria preparando um atentado contra a delegação francesa, que estará presente no Rio de Janeiro.

Você pode gostar também