Carta de Palocci ao PT: até quando vão crer no ‘homem mais honesto do país’

A carta de Palocci ontem ao PT, caiu como uma bomba sobre a cabeça de Lula e dos líderes do partido, "PT é um partido ou "uma seita guiada por uma pretensa divindade"? Veja principais trechos.

Carta de Palocci ao PT: O ex-ministro Antonio Palocci, preso pela Lava Jato e suspenso provisoriamente do PT, enviou no final da tarde desta terça-feira (26) uma carta de desfiliação ao Partido dos Trabalhadores.

A carta de Palocci ontem ao PT, foi uma bomba sobre a cabeça de Lula e líderes do partido

No documento, Palocci reafirma as acusações feitas ao ex-presidente Lula, de recebimento de propina e desfere a pergunta fatal: o PT é um partido ou “uma seita guiada por uma pretensa divindade”, se referindo provavelmente a Lula.

Antonio Palocci foi preso há exatamente um ano. Na carta em que pede para deixar o partido que ajudou a fundar, o ex-ministro afirma: “Decidi colaborar com a Justiça, por acreditar ser este o caminho mais correto a seguir. Defendo o mesmo caminho para o PT.”

O PT divulgou nota sobre a carta de Palocci

O PT divulgou nota afirmando que a carta de Palocci e destinada aos procuradores da Lava Jato, “oferecendo mentiras em troca de benefícios penais e financeiros”
Na nota, o partido afirma também que o ex-ministro “demonstra fraqueza de caráter”, se referindo a Lula de forma desrespeitosa e caluniosa, a fim de agradar seus inquisidores.

O ex-ministro Palocci reafirma na carta, tudo o que disse no depoimento prestado a Sérgio Moro no começo de setembro, quando relatou ao juiz os esquemas de propinas ao ao ex-presidente Lula e ao PT.

Veja os principais trechos da carta de Palocci clicando aqui

Você pode gostar também