Performance no MAM: ‘criança estava acompanhada de sua mãe’, justifica

Depois da revolta causada pelo vídeo da performance de um artista nu interagindo com uma criança, apresentado no MAM, o museu tenta se justitificar, 'estava acompanhada de sua mãe'

No último dia 26 de setembro, foi apresentada na abertura do 35º Panorama da Arte Brasileira, no MAM – Museu de Arte Moderna, a performance de Wagner Schwartz, o artista fluminense se apresentou de forma inadequada, no centro de uma tipo de tatame.

A apresentação de Schwartz , intitulada La Bête, recriava um dos “Bichos de Lygia Clark”, onde o público é liberado para ‘manipular’ as várias esculturas de alumínio com diversas dobradiças.
Como parte da ‘obra de arte’ apresentada no chão, o artista também pode ser ‘manipulado’ pelos observadores visitantes.

O deixou muita gente revoltada, foi um vídeo que se espalhou pela web, onde em meio a apresentação, uma garota assiste a apresentação e interage, ‘manipula obra’, toc ando o homem nos pés e na canela, sai depois da cena, engatinhando, voltando para junto dos espectadores.

Criança na performance do homem no MAM ‘estava acompanhada de sua mãe’

De acordo com a nota emitida pelo MAM, a mulher, uma adulta que acompanhava a menina que aparece no vídeo é a mãe da criança.

Porém, a justificativa do MAM, sobre a polêmica apresentação, não caiu bem aos olhos dos internautas, os comentários em torna do assunto só aumentaram, deixando ainda revoltados os que já não tinham aprovado a ideia do artista.

Leia anota do MAM e os mais de 3 mil comentários.

Você pode gostar também