Política de Privacidade – Cookies

Publicidade do Google

A publicidade mantém a Google e muitos dos sites e serviços que você usa gratuitos. Trabalhamos arduamente para garantir que os anúncios sejam seguros, discretos e o mais relevantes possível. Por exemplo, o usuário não verá anúncios pop-up na Google, e nós encerramos as contas de centenas de milhares de editores e anunciantes que violam nossas políticas todo ano, incluindo anúncios que contenham malware, anúncios de produtos falsificados ou que tentam fazer uso indevido das informações pessoais do usuário.

Como a Google usa cookies na publicidade

Os cookies ajudam a tornar a publicidade mais eficaz. Sem os cookies, é mais difícil para um anunciante atingir seu público ou saber quantos anúncios foram exibidos e quantos cliques receberam.

Muitos websites, como sites de notícias e blogs, têm parceria com a Google para exibir anúncios aos seus visitantes. Ao trabalhar com nossos parceiros, podemos usar cookies para diversas finalidades, como impedir que o usuário veja o mesmo anúncio repetidamente, detectar e impedir fraude nos cliques e mostrar anúncios que provavelmente sejam mais relevantes (como anúncios baseados nos sites que o usuário visitou).

Armazenamos um registro dos anúncios que exibimos. Esses registros do servidor geralmente incluem a solicitação da Web, endereço IP, tipo do navegador, idioma do navegador, a data e a hora da solicitação do usuário e um ou mais cookies que possam identificar seu navegador de modo exclusivo. Armazenamos esses dados por vários motivos. O mais importante deles é aprimorar nossos serviços e manter a segurança dos nossos sistemas. Esses dados de registro se tornam anônimos por meio da remoção de parte do endereço IP (após nove meses) e das informações de cookies (após 18 meses).

Nossos cookies de publicidade

Para ajudar nossos parceiros a gerenciar sua publicidade e websites, oferecemos muitos produtos, incluindo o Google AdSense, Google AdWords, Google Analytics e diversos serviços da marca DoubleClick. Quando o usuário visita uma página que usa um desses produtos, seja em um dos sites da Google ou de nossos parceiros, vários cookies podem ser enviados para o navegador.

Eles podem ser definidos em alguns domínios diferentes, como google.com, doubleclick.net, invitemedia.com, admeld.com, googlesyndication.com ou googleadservices.com. Alguns dos nossos produtos de publicidade permitem que nossos parceiros usem outros serviços em conjunto com os nossos (como um serviço de avaliação de anúncios e relatórios), e é possível que esses serviços enviem os próprios cookies para o navegador do usuário. Esses cookies serão definidos nos respectivos domínios.

Veja mais detalhes sobre os tipos de cookies usados pela Google e nossos parceiros e como os usamos.

Como o usuário pode controlar os cookies de publicidade

Use as Configurações de anúncios para gerenciar os anúncios exibidos pela Google e desativar a Personalização de anúncios. Mesmo que o usuário desative a Personalização de anúncios, ainda é possível que ele veja anúncios baseados em fatores como a localização geral derivada do endereço IP, o tipo de navegador e os termos de pesquisa dele.

Também é possível gerenciar muitos cookies de empresas usados na publicidade on-line por meio das ferramentas de escolha do consumidor criadas em programas de autorregulação de vários países. Por exemplo, na páginaaboutads.info choices dos EUA ou na página Your Online Choices da UE.

Finalmente, o usuário pode gerenciar os cookies no navegador.

Outras tecnologias utilizadas na publicidade

Os sistemas de publicidade da Google podem usar outras tecnologias, como Flash e HTML5, para funções como exibição de formatos de anúncios interativos. Também podemos usar o endereço IP, por exemplo, para identificar sua localização geral. Além disso, poderemos selecionar publicidade com base em informações sobre seu computador ou dispositivo, como o modelo, o tipo de navegador ou os sensores presentes nele, como o acelerômetro.

Local

Produtos de publicidade da Google podem receber ou deduzir informações sobre a localização do usuário a partir de uma variedade de fontes. Por exemplo, podemos usar o endereço IP para identificar a localização geral do usuário; receber a localização precisa do usuário a partir do dispositivo móvel dele; deduzir a localização do usuário por meio de consultas de pesquisa feitas por ele. Websites ou aplicativos que o usuário usa podem nos enviar informações sobre a localização dele. A Google usa as informações de local nos nossos produtos de publicidade para deduzir informações demográficas, melhorar a relevância dos anúncios exibidos, avaliar o desempenho de anúncios e informar estatísticas agregadas para os anunciantes.

Identificadores de publicidade em dispositivos móveis

Ao veicular anúncios em serviços nos quais a tecnologia de cookies não esteja disponível (por exemplo, em apps móveis), usaremos tecnologias que executam funções semelhantes aos cookies. Às vezes, a Google vincula o identificador usado para publicidade em apps para dispositivos móveis a um cookie de publicidade no mesmo dispositivo a fim de coordenar os anúncios nos apps para dispositivos móveis e no navegador móvel do usuário. Isso pode acontecer, por exemplo, quando o usuário vê um anúncio dentro de um app que abre uma página da Web no navegador móvel. Esse recurso também nos ajuda a melhorar os relatórios que fornecemos aos nossos anunciantes sobre a eficácia das campanhas deles.

Para desativar anúncios personalizados em apps de dispositivos móveis, siga as instruções abaixo.

Android

  1. Encontre as configurações da Google em um destes lugares (dependendo do dispositivo):
    1. Um app separado chamado Config. Google
    2. No app Config. principal, role para baixo e toque em Google
  2. Toque em Anúncios
  3. Alterne a chave Desativar anúncios com base em interesses para a posição de ativação

iOS

Os dispositivos com iOS usam o identificador de publicidade da Apple. Para saber mais sobre as opções disponíveis para uso desse identificador, acesse o app Ajustes no seu dispositivo.

O que determina os anúncios da Google que eu vejo?

Muitas decisões são tomadas para determinar qual anúncio o usuário verá.

Às vezes, o anúncio que o usuário vê baseia-se no local atual ou anterior dele. O endereço IP geralmente é uma boa indicação da localização aproximada do usuário. Assim, é possível que ele veja um anúncio na página inicial do YouTube.com que promove um filme que será exibido em breve no país do usuário Talvez, uma pesquisa por “pizza” retorne resultados de pizzarias na cidade do usuário.

Às vezes, o anúncio que o usuário vê baseia-se no contexto de uma página. Se o usuário está visitando uma página com dicas de jardinagem, talvez ele veja anúncios de equipamentos de jardinagem.

Às vezes, o usuário também pode ver um anúncio na Web baseado nas atividades dele em apps ou nas atividades em serviços da Google, um anúncio no app baseado nas atividades do usuário na Web, ou um anúncio baseado nas atividades em outro dispositivo.

Às vezes, o anúncio que o usuário vê em uma página é veiculado pela Google, mas selecionado por outra empresa. Por exemplo, o usuário pode ter se inscrito no website de um jornal. A partir das informações fornecidas, o jornal pode tomar decisões sobre quais anúncios mostrar ao usuário e pode usar produtos de veiculação de anúncios da Google para exibi-los.

Também é possível que o usuário veja anúncios sobre produtos e serviços da Google, incluindo a Pesquisa, o Gmail e o YouTube, com base em informações, como um endereço de e-mail, fornecidas a esses anunciantes e posteriormente compartilhadas por eles com a Google.

Por que estou vendo anúncios da Google de produtos que eu vi?

É possível que anúncios de produtos vistos anteriormente sejam exibidos ao usuário. Suponhamos que o usuário visite um website que vende raquetes de tênis, mas que ele não compre essas raquetes na primeira visita. O proprietário do website pode querer incentivá-lo a voltar e concluir a compra. A Google oferece serviços que permitem que operadores de websites segmentem seus anúncios para as pessoas que visitaram suas páginas.

Para que isso funcione, a Google lê um cookie que já esteja no navegador do usuário ou coloca um cookie no navegador quando o usuário visita o site de raquetes de tênis (presumindo que o navegador permita que isso aconteça).

Quando o usuário visitar outro site que trabalha com a Google, que pode não ter nada a ver com tênis, talvez ele veja um anúncio daquelas raquetes de tênis. Isso acontece porque seu navegador envia à Google o mesmo cookie. Por sua vez, podemos usar esse cookie para veicular um anúncio ao usuário que pode incentivá-lo a comprar essas raquetes de tênis.

A visita do usuário ao site de raquetes de tênis também pode ser usada pela Google para mostrar a ele anúncios personalizados quando ele pesquisar futuramente por lojas de raquetes de tênis na Google.

Temos restrições quanto a esse tipo de anúncio. Por exemplo, proibimos os anunciantes de selecionar um público-alvo com base em informações confidenciais, como informações sobre saúde ou crenças religiosas.

Saiba mais sobre os anúncios da Google.